24 de maio de 2013

Relato: Cavernas do PETAR – Núcleo Caboclos

Em 2005 tive a minha primeira experiência em cavernas, conhecendo algumas do PETAR. 
Fui com um pessoal do CEU (Centro Excursionista Universitário) e ficamos lá somente por um fim de semana, mas visitamos a maioria das cavernas dos Núcleos Santana e Ouro Grosso (relato aqui), mas sempre ficou aquele gostinho de quero mais. O problema é que nunca surgia uma oportunidade para conhecer outras cavernas. E no feriado da Páscoa de 2013 o Rodrigo me convidou para fazermos o Núcleo Caboclos e não pensei 2x.
Marcamos para sair na Sexta-feira (29/03) de carro logo pela manhã para dar tempo de conhecer algumas cavernas naquele mesmo dia. Ficamos por 3 dias acampados no Camping do Núcleo e conhecemos todas as cavernas permitidas à visitação. Mesmo com a chuva que caiu por alguns dias, ela não atrapalhou.
Nessa trip estavam eu, a Márcia, o Rodrigo e sua namorada Rosana.

Foto acima: Todos reunidos no abismo da parte alta da Caverna Teminina 



Álbum de fotos: clique aqui




Camping do Parque
O PETAR - Parque Estatual Turístico do Alto Ribeira é dividido em 4 Núcleos: Santana, Ouro Grosso, Caboclos e Casa de Pedra. O valor de ingresso é de $9/pessoa (Março/2013). 
No Núcleo Caboclos é cobrada somente a taxa de $12/pessoa pelo uso do camping. 
O lugar é o único que disponibiliza um camping para os visitantes, que deve ser reservado com antecedência junto a Administração do Parque em Apiaí. O Camping é plano e todo gramado com chuveiros de água fria, sanitários e pias.
A contratação de um guia é obrigatória e sem ele não se consegue visitar as cavernas.

Telefones úteis:
Núcleo Caboclos: (15) 3552-1875
Associação dos Monitores Ambientais (guias) de Apiaí: (15) 3552-2815 
Guia Luio: (15) 3552-1575 e 99852-9759 e 98111-2569
Guias que moram dentro do Núcleo Caboclos: o único contato é através da Adm.: Gastão e Jair. Outro morador: Sr. Agenor.
Portaria do Parque
Como chegar: Seguimos pela Rodovia Castelo Branco por quase 140 Km até o acesso a Tatuí e dali seguindo em direção a Itapetininga, Capão Bonito, Guapiara. 
Depois dessa cidade são mais 37 km até o acesso que leva ao Núcleo, seguindo ainda por 17 km em estrada precária. 
Esse é o melhor caminho para chegar no Núcleo, já que as estradas são asfaltadas e em bom estado, mas com a desvantagem de todas serem pedagiadas, totalizando pouco mais de $30 Reais.





Cavernas:
Caverna Chapéu Mirim I

O acesso as Cavernas do Chapéu, Chapéu Mirim I, Chapéu Mirim II e Aranhas é por trilha bem demarcada e sem dificuldades que sai ao lado do Camping. É a chamada Trilha do Chapéu. As Cavernas Chapéu Mirim I e II são as mais próximas do Camping e no seu interior segue um pequeno riacho. Nas duas é possível entrar por um lado e sair pelo outro.
Abaixo a relação das cavernas permitidas à visitação:


Caverna do Chapéu Mirim I: 
Muito tranquila e com extensão de uns 70 metros. 
A caminhada é sempre pelo leito de um pequeno riacho, mas com muito pouco de espeleotemas. 
Caverna Chapéu Mirim II

Caverna do Chapéu Mirim II: 
Bem tranquila seguindo por um estreito corredor com extensão de uns 60 metros. 
O final da caverna termina em uma área de mata, por isso o ideal é entrar e sair pelo mesmo acesso. 
Possui um pequeno riacho que segue de uma ponta a outra da caverna. Poucos espeleotemas no interior da caverna.
Nessa caverna encontramos uma fêmea de opilião com inúmeros filhotes. Parece uma mãe abraçando seus filhos.





Velas na Caverna do Chapéu
Caverna do Chapéu:
Com uma extensão de uns 200 metros, possui um pequeno riacho na entrada e no seu interior são encontradas represas de travertino, helictites, velas, estalactites, estalagmites. 
É possível chegar a um local onde existe um Cemitério de Caracóis (provavelmente devido a uma enchente ocorrida a muitos anos no local) e a um Esqueleto de Quati (que entrou na caverna e não conseguiu sair mais). 
O acesso a esses lugares é por estreitos corredores e com alguns lances de escalaminhada, mas nada muito difícil. Junto da entrada há um grande salão com vários espeleotemas.
Caverna das Aranhas




Caverna das Aranhas: 
Sua extensão é de uns 240 metros e com belos espeleotemas e alguns opiliões (espécie de aracnídeo), por isso muito cuidado ao colocar as mãos nas pedras. 
A caminhada pelo interior da caverna é quase sempre pelo leito de um pequeno riacho.
No interior existe um grande desmoronamento próximo do final da caverna e algumas gigantescas pedras lembram ovos pré-históricos.





Parte alta da Caverna Teminina
Caverna Teminina: 
A caverna é um pouco distante do Camping. O acesso é a partir da estrada que leva até a portaria e de lá são quase 2 horas de caminhada. Cerca de 20 minutos antes de chegar na caverna a trilha se divide em 2: uma que leva até a parte baixa da caverna (à direita) e outra que leva até a parte alta da caverna (à esquerda). Na parte baixa, junto ao rio que atravessa a caverna de uma ponta a outra, ela não é tão extensa, tendo aproximadamente uns 200 metros. Em alguns pontos é possível ver o desmoronamento que aconteceu no lugar. 
A caverna pode ser dividida em 2 níveis: 
Parte baixa da Caverna Teminina
- Parte alta com destaque para o belíssimo mirante junto a um enorme salão e com vistas para um grande abismo. Aqui existe uma enorme dolina (claraboia) junto a um salão. 
- Parte baixa onde se localiza outro enorme salão e o rio que atravessa a caverna de uma ponta a outra. Da parte alta existe uma trilha de uns 15 minutos que leva até a parte baixa, mas sem maiores dificuldades. Nessa parte baixa é possível encontrar inúmeras formações: represas de travertino, velas, estalactites, estalagmites e uma queda de água conhecida como chuveirão. Sem dúvida nenhuma é uma das cavernas mais lindas do PETAR.



Caverna do Espirito Santo

Caverna do Espirito Santo: 
É uma caverna pequena e seu acesso é proibido, mas como fica ao lado da estrada de terra que leva a vários pontos do Núcleo Caboclos, sempre está no roteiro de alguns guias. A entrada é por pequena passagem muito estreita que termina em um pequeno salão onde existe uma pequena claraboia por onde é possível sair da caverna com certo cuidado. Não possui tantas formações, mas no seu interior é possível ver um raro esqueleto de um animal pré-histórico. Ele está incrustado no teto e provavelmente deve ser de um animal grande, como uma preguiça.

Cachoeira Sete Reis: 
É uma das mais altas do PETAR, com uns 10 metros. Se localiza no Rio Maximiano e a trilha que leva até o lugar está bem fechada. Não conseguimos chegar nessa cachoeira porque em vários momentos tivemos que varar mato e sem muito tempo disponível, não pudemos conhecer o lugar. Eu até que seguiria varando mato até a cachoeira, mas o grupo decidiu voltar e seguir para uma outra caverna.

Cachoeira Maximiano: 
Se localiza no mesmo rio da Cachoeira 7 Reis, mas a caminhada até lá é bem mais tranquila e curta. A queda é bem pequena e no local existe uma piscina natural.


Nosso roteiro foi:
1º dia: Cavernas do Chapéu, Chapéu Mirim I, Chapéu Mirim II e Aranhas. Nesse dia também visitamos também um antigo local de extração de calcário e aqui existia um povoado, mas atualmente só restam uma capela e duas salas de aula de uma pequena escola.
2º Dia: Caverna Teminina. 
3º dia: Cachoeiras e Caverna do Espirito Santo. 






Algumas informações úteis e dicas:

# Fotos e um pequeno relato do Rodrigo:
www.flickr.com/photos/exploradoressp/sets/72157633199873232

# Todas as cavernas são molhadas e em algumas delas saímos com as roupas totalmente sujas. O uso de bota é obrigatório para não lesionar o tornozelo quando caminhamos pelo leito dos rios no interior das cavernas.

# Para quem está sem o equipamento obrigatório: lanterna e capacete, os guias normalmente cobram cerca de $30/pessoa a mais para fornecer. Se puder leve o seu.

O Guia que nos acompanhou foi o Luís de Apiaí (conhecido também como Luio) que cobrou $115/dia por grupo de até 8 pessoas.
E-mail: mecatec.adm@ig.com.br
Tel: (15) 3552-1575 / (15) 99852-9759 / (15) 98111-2569.

# No Núcleo Caboclos não existe telefone fixo (somente um radio PX e mesmo assim só na Portaria).

# Muito cuidado com as cobras. O Núcleo é um lugar propício para Jararacas, Corais e a Urutus. Não é difícil encontrar com alguma delas pelas trilhas.

Mesmo com tempo chuvoso é perfeitamente possível visitar as cavernas do Núcleo. Os rios que passam por dentro delas são de pequeno volume, com exceção da Caverna Teminina. A vantagem é que nessa Caverna a maior parte das atrações está do lado de fora.

# Sinal de telefonia celular só se consegue próximo da sede, junto ao Camping em um local conhecido como Orelhão. É só pegar a trilha que sai atrás da casa do Guarda do Parque e seguir na direção do Núcleo Casa de Pedra. Depois de uns 10 minutos quando a trilha chegar no seu ponto mais alto, à  esquerda existe vestígios de uma antiga casa. É ali o melhor ponto para conseguir sinal de celular. 

# Naquele feriado prolongado de Páscoa tinha um grupo da agencia de ecoturismo Namaste acampado com a gente. Para os 3 dias de visitação às cavernas e cachoeiras e uma noite em Pousada de Apiaí, o valor cobrado era de $1.150/pessoa. Uau!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

# A trilha Transpetar, que se inicia no Núcleo Santana e segue até o Parque Intervales passa pelo interior do Núcleo Caboclos. Em vários trechos é possível encontrar enormes marcos de material reciclado sinalizando essa trilha. Necessário agendar com o Parque essa travessia. 

# Para chegar nas Cavernas dos Núcleos Santana e Ouro Grosso – no Bairro da Serra - a melhor maneira é seguir de carro pela BR 116. Se for de ônibus o melhor caminho é por Apiaí e de lá tomar um circular até o Bairro da Serra (apenas 2x ao dia), onde estão localizados os Núcleos Santana e Ouro Grosso.

# Horários de ônibus de Iporanga para Apiaí, passando pelo Bairro da Serra ou vice-versa
www.iporanga.sp.gov.br/novo_site/index.php?exibir=secoes&ID=59

# Quem quiser visitar as cavernas localizadas no Bairro da Serra, abaixo seguem algumas opções de pousadas e campings fornecidas pelo Parque:
- Camping do Dema - (15) 3556-1501
- Camping do Chita - (15) 3556-1454
- Camping do João Gaúcho - (15) 3556-1441
- Camping Benjamim - (15) 3556-1510 www.campingdobenjamim.com.br 
- Pousada do Abílio - (15) 3556-1405 
- Pousada do Seu Didi (15) 3556-1553
- Pousada da Diva  - (015) 3556-1224 www.pousadadiva.com.br
- Pousada da Idati  - (15) 3556-1404 www.pousadaidati.blogspot.com
- Pousada Rancho da Serra - (15) 3556-1320 www.ranchodaserra.com.br 
- Pousada das Cavernas  - (11) 3814-9153 www.pousadadascavernas.com.br
- Pousada do Quiririm  – (15) 3556-1273 e (15) 3556-2021 
www.pousadadoquiririm.com.br
- Pousada Ouro Grosso - (15) 3556-1242
www.ourogrossochales.com.br/homeCompleto.asp
- Pousada Tatu - O proprietário Beroaldo mora em Campinas - (19) 3289-0919
www.pousadatatu.com.br 

# Em Março de 2008 o IBAMA proibiu a visitação a todas as cavernas do PETAR por cerca de 1 mês, devido a falta de um Plano de Manejo. 
Com isso o Parque foi obrigado a implantar um, que ainda não está finalizado e teve inúmeras consequências. 
Com a reabertura dos Núcleos foram implantadas algumas normas e restrições. Abaixo seguem as cavernas permitidas à visitação no Núcleo Caboclos:
- Cavernas Chapéu Mirim I e II;
- Caverna das Aranhas;
- Caverna do Chapéu e 
- Caverna Teminina II.
Algumas das normas de visitação:
- 1 monitor local a cada 08 pessoas;
- Proibido o uso de carbureteiras;
- Obrigatório o preenchimento de uma ficha com dados pessoais na Portaria do Núcleo Caboclos. 

# Devido a esse Plano de Manejo, agora cada caverna possui suas regras e normas. Faça o download de cada uma dessas normas, clicando nos links abaixo.
Caverna Teminina: clique aqui.
Caverna das Aranhas e Grutas do Chapéu: clique aqui. 


# No site abaixo estão listadas todas essas regras e normas, separadas por cavernas:  http://petarinfo.com.br/site/regras-parque/

6 comentários:

  1. I think the admin of this site is actually working hard in favor
    of his site, for the reason that here every material is quality based data.


    My page; continue

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you my friend. I am just a simple writer of my walks

      Excluir
  2. Bom, sei que já faz muito tempo que postou isso, mas se lembrar poderia me dizer quanto gastou nessa viajem, contando guia camping e comida? Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que os valores não tenham aumentado tanto, mas a média com certeza fica próxima dos valores abaixo:
      - Guias: $150,00/dia p/ até 8 pessoas.
      - Camping e taxa do Parque: uns $20,00.
      - Alimentação: tem de levar tudo, lá não existe local onde comprar alimento. O Parque fica longe de tudo.
      Recomendaria vc ligar no Parque p/ saber exatamente os valores. Se quiser contratar um outro guia, o próprio parque indica alguns, fornecendo os telefones.

      Como estávamos em quatro pessoas, o custo não saiu tão alto, já que o valor do guia é o maior de todos e a contratação antecipada é obrigatória.
      Sem ele vc não entra no Parque, já é barrado na portaria.


      Abcs

      Excluir
  3. Adoro! Já fui para o Petar, coloquei algumas dicas e fotos no meu blog http://casalnomade.blogspot.com.br/
    :)

    ResponderExcluir
  4. Galera, boa noite... gostaria de informar que meus telefones mudaram... e segue ai os novos numeros.. Fixo 15 3552 4208 - Whats 15 99852 9759 - Cel 997182395... e estamos bom ma pagina no face... https://www.facebook.com/EspeleoAdventure/?ref=bookmarks... ok

    ResponderExcluir