31 de agosto de 2007

Relato: Travessia pelos penhascos e platôs da Serra Geral e da Serra da Anta Gorda/SC

Esse é um relato da travessia que eu, a Márcia e o Jorge Soto fizemos nos dias 23, 24, 25 e 26 de Agosto de 2007 em um trecho da Serra Geral e outro trecho da Serra da Anta Gorda, próximo ao município de Urubici, em SC, passando ao lado de paredões, penhascos e inúmeros platôs. 
Pegamos dias de muito Sol nos primeiros dias e quase no final da travessia o tempo fechou completamente e com isso tivemos que mudar nossos planos.
Uma parte dessa caminhada também  é conhecida como Travessia Campo dos Padres.



Na foto acima, os paredões da Serra Geral tomado pela neblina logo pela manhã


Fotos dessa caminhada: clique aqui

Tracklog para GPS: clique aqui



Sempre me faltou uma longa travessia pela Região Sul do país.
Pico do Paraná que eu já fiz não chega a contar muito porque é uma trilha que só leva até o topo do pico e volta. 
Existe sim uma grande travessia que pega os principais picos da Serra do Ibitiraquire, mas que ainda não tive a oportunidade de conhecer (ainda volto nessa região para fazer essa caminhada).
Já tinha lido os roteiros sobre Aparados da Serra escrito pelo montanhista Sérgio Beck e ele ia ser nossa referencia para essa caminhada. 
Ele dividiu essa caminhada em vários trechos e o que nos interessava era a primeira parte, que saia de Alfredo Wagner e terminava em Urubici.
Nosso ônibus no Terminal Tietê em SP
Marcamos inicialmente para a segunda semana de Agosto (saindo em uma Quarta-feira – no meio da semana - dia 15/08), mas devido a um contratempo, tivemos que adiar em 1 semana.
Iríamos só eu e ele, mas com a decisão da Márcia ir também, resolvemos sair na Quarta à noite (22/08). 
Dia marcado, todos nós 3 se encontramos na Rodoviária do Tietê e de lá seguiríamos para Lages (SC). 
O horário do ônibus era das 19h40min com chegada prevista por volta das 07:00 hrs.
A viagem foi tranquila e com várias poltronas vazias, pudemos até escolher onde sentar e dormir, mas foi difícil. 
Eu só cochilei algumas vezes. Era difícil pegar no sono. 
A previsão do tempo dizia que Quinta, Sexta e Sábado o tempo estaria com Sol. Só ficaria nublado no Sábado a tarde e no Domingo e para nossa infelicidade a previsão acertou. 
Rodoviaria de Lages
Chegamos em Lages pouco antes das 07h30min. 
Depois de arrumar nossas mochilas e comer alguma coisa em uma lanchonete fora da Rodoviária, voltamos para pegar o nosso ônibus.
O ônibus seguia em direção a Alfredo Wagner, que nos deixaria em um local onde iniciaríamos a caminhada (se tivéssemos chegado cerca de 1 hora antes na Rodoviária de Lages, até teríamos pego o ônibus que segue para Bom Retiro e lá era só pegar uma carona de uns 10 minutos – coisa que não era difícil). 
O ônibus para Alfredo Wagner saiu as 09h30min, passou por Bom Retiro e depois de uns 10 minutos pedimos para o motorista parar (o local onde descemos é conhecido como Lomba Alta – tem um placa bem na Rodovia indicando).