31 de janeiro de 2007

Relato: Subindo a Serra do Mar de Angra dos Reis/RJ à Lídice/RJ pela linha férrea e topo da Pedra Chata

Esse é um relato da caminhada de Angra dos Reis (RJ) até Lídice pela linha do trem, subindo a Serra do Mar e de lá até o topo da Pedra Chata e depois retornando para Angra dos Reis pela trilha do Sertão do Sinfrônio, realizada de 25 a 28 de Janeiro de 2007, juntamente com a Márcia, o Jorge Soto e a Luciana até um certo trecho. 
Pegamos trechos com muito Sol e alguns períodos de chuva, mas que não atrapalharam a caminhada.


Na foto ao lado estamos em uma piscina natural junto ao um rio e a linha férrea no alto


As fotos estão divididas em 2 álbuns:

Caminhada pela linha férrea + trilha plotada em carta topográfica: clique aqui

Trilha da Pedra Chata: clique aqui

Tracklog para GPS da caminhada pela linha férrea e trilha da Pedra Chata: clique aqui




Caminhar por linha de trem e conhecer lugares onde nunca tinha ido. Era isso o que queria fazer nas minhas férias e já que a Márcia conseguiu emendar o feriado do dia 25/Jan, lá fomos nós. Depois de ter lido uma matéria do Sérgio Beck (famoso montanhista) em sua revista sobre uma caminhada pela linha férrea na região de Angra dos Reis aí que me deixou mais animado. Quem resolveu embarcar nessa trip foram o Jorge Soto e a Luciana. Compramos a passagem para o horário das 22h40min do dia 24 de Janeiro (véspera de feriado do Aniversário de SP) em direção a Angra dos Reis, nosso ponto de partida. No horário combinado encontramos o Jorge e a Luciana na Rodoviária do Tietê. 
Por algum problema da empresa nosso ônibus só foi sair lá pelas 23h15min, mas deu para dormir um pouco e as 06h30min chegamos em Angra dos Reis. 
Linha férrea perto da Rodoviária
Agora era achar a linha do trem que sobe para Lídice, mas antes tínhamos de passar em alguma padaria para tomar um café da manhã. 
Pergunta daqui, pergunta dali e encontramos uma próxima da linha do trem. Era pequena, mas vendia um pão que era uma delícia. 
A linha que sobe para Lídice é a que sai do porto de Angra dos Reis e passa próximo da Rodoviária. Não é difícil encontrá-la. 
Na dúvida é só perguntar para qualquer morador, que eles indicam. 
Por volta das 08h30min iniciamos nossa caminhada pela linha do trem. 

30 de janeiro de 2007

Relato: Salvador/Bahia - Algumas dicas e informações úteis

Aqui vão algumas dicas para quem pretende visitar Salvador/BA e arredores. A minha experiência foi de apenas 1 semana, quando eu fui para lá com a Márcia em Janeiro de 2007, mas dei uma atualizada nas informações em 2013.
Fui por uma agência de viagem, com passagens de avião e hospedagem incluídas. 
Ainda visitamos outros lugares próximos de Salvador.


Foto ao lado, o cais de Salvador com o Mercado Modelo em primeiro plano





Fotos


Salvador, Ilha de Itaparica e praias próximas: clique aqui

Morro de São Paulo: clique aqui

Praia do Forte (Projeto TAMAR): clique aqui



Pelourinho
O roteiro que eu e a Márcia fizemos foi conhecer a parte histórica da cidade (Pelourinho), algumas praias de Salvador, Ilha de Itaparica, Morro de São Paulo e a Praia do Forte (Projeto TAMAR). Até queríamos ter ido a outros lugares, mas 1 semana foi pouco.

# Uma questão que nos preocupava era a segurança, mas nos locais turisticos não tivemos problemas. Ao fazer o tour no Pelourinho um Policial Militar nos acompanhava a todo momento. 

# Achei também um povo muito prestativo e hospitaleiro. 
Se você perguntar para qualquer morador da cidade em busca de alguma informação, ele não para de falar. 
É capaz que ele conte a vida da família dele toda para você. E sempre procura te ajudar no que for preciso.   



Alimentação

Parte baixa da cidade
# Fuja de alguns restaurantes da área do centro, principalmente antes da região do Pelourinho, próximos a Praça da Sé (alguns self-service). Não me pareceram muito higiênicos. Nas ruas do Pelourinho até existem alguns restaurantes mais sofisticados, mas não cheguei a comer em nenhum. Fica para uma outra viagem.

# Para quem se acostumou a comer em Shoppings Centers, é uma boa opção: além dos famosos fast foods, existem também alguns restaurantes de comidas típicas. O Shopping da Barra é um deles e fica pertinho da Praia do Farol da Barra e da imagem de Jesus Cristo. Cerca de 100 metros da praia. 


Centro histórico
# Próximo ao Hotel Othon, na Praia de Ondina fica o Speed Lanches. Funciona 24 horas e com serviço de primeira. Têm pratos quentes com arroz e carnes, vários tipos de lanches e todos bem baratos. A comida é muito boa e os lanches nem se fala. Recomendo. 

# Quem gosta de acarajé ou pratos típicos baianos, a melhor opção é a Casa da Dinha do Acarajé. Ela possui um restaurante no Largo de Santana, em frente a Praia do Rio Vermelho. Tá sempre lotado. Em alguns dias da semana ela prepara porções e pratos típicos. 
Não deixe de conferir.

# Uma coisa muita barata em Salvador é a água de coco. Em todo lugar você encontra aqueles carrinhos. Aproveite.




Passeios: